Archive for novembro \20\UTC 2014

7 deseos para Sevilla en materia de urbanismo

novembro 20, 2014

Arquitectura contable

2002_sevilla_global_mapa
hackitectura.net, ACS, D. Gómez, Sururbana, J. Milara et al. 2002, Mapa de la Sevilla Global; producido para la contracumbre de Sevilla 2002 (haz click en la imagen para verla en mayor tamaño)

Por José Pérez de Lama, máquinas urbanas de contabilidad

7 deseos para Sevilla en materia de urbanismo con el horizonte de las elecciones
_versión 1.0

Lo difícil es desear, Gilles Deleuze

En el ambiente pre-electoral que vivimos, – a pesar de los meses que faltan todavía -, no es raro que nos cueste distinguir entre lo que consideramos realista o viable y lo que estimamos deseable, pero de cuya viabilidad dudamos…

Sin llegar a discernir claramente entre la realidad y el deseo, o situándome precisamente ahí, entre la realidad y el deseo – como creo que hacía el poeta – , voy a proponer 7 deseos a la lámpara mágica de los nuevos partidos, coaliciones o alianzas…

Ver o post original 1.158 mais palavras

Paralisia e esgotamento

novembro 12, 2014

Plataforma Política Social

Vladimir Safatle | Publicado originalmente em Carta Capital

A eleição presidencial levou o País a uma situação-limite. Alguns, como meu amigo André Singer em artigo recente, poderiam insistir que a quarta vitória e a alta densidade eleitoral do lulismo demonstram a invalidade dos argumentos que defendem seu pretenso esgotamento. Não seria possível falar em esgotamento do lulismo se ele é capaz não apenas de ganhar eleições, mas também de federar até a quase totalidade das forças políticas de esquerda, como demonstrou o inédito apoio das principais lideranças do PSOL no segundo turno.

Parece-me não se tratar, no entanto, de questionar a força eleitoral do Partido dos Trabalhadores na atualidade e, talvez, por um bom tempo. Trata-se de perguntar qual é sua força real de transformação política e social. Nesse sentido, o termo “esgotamento” significa o colapso do lulismo como força política de transformação. Esse é o ponto que me parece…

Ver o post original 513 mais palavras